Histórico


Histórico – Conheça a SBNC

Até 1965 não existia no Brasil nenhuma associação que congregasse os especialistas em eletrencefalografia. Em 14 de agosto deste ano, na sede da Associação Paulista de Medicina e sob a liderança de Paulo Pinto Pupo, foi realizada a reunião preparatória da fundação da Sociedade Brasileira de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica – SBENC (atual Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica), estando presentes os seguintes participantes:

Adail Freitas Julião São Paulo
Adalberto Studart Filho Ceará
Almir Almeida Guimarães Rio de Janeiro
Alvaro Pacheco e Silva São Paulo
Angela Paves Grossmann São Paulo
Carlos Gayer Costa Rio Grande do Sul
Ceme Ferreira Jordy São Paulo
Clara Elisabeth da Rocha Costa Rio Grande do Sul
Cláudio Heller Fichtner Rio Grande do Sul
Duilton de Paola Paraná
Hélio Brito Di Migueli São Paulo
José Geraldo Camargo Lima São Paulo
José Luiz Campinho Pereira Rio de Janeiro
José Solon de Melo Rio de Janeiro
Maria Helena Franco da Rocha Moreira São Paulo
Mario Luiz Frochtengarten São Paulo
Milton Oliveira Medeiros São Paulo
Nelson V. Aspesi Rio Grande do Sul
Olavo Pazzanese São Paulo
Paulo Pinto Pupo São Paulo
Renato Miranda Caetano de Borges Rio de Janeiro
Rosa Helena Longo São Paulo
Rosi Mary Grossmann São Paulo
Rubens L. Ribeiro Machado São Paulo
Rubens Moura Ribeiro São Paulo
Salustiano Gomes Lins Recife
Thomaz Presa Martins São Paulo
Zina Portugal Goldstein Rio de Janeiro

Foi lido o primeiro projeto de Estatutos, preparado por Mario Luiz Frochtengarten e Rosa Helena Longo, o qual foi posto em discussão e aprovado. Também foi eleita, por aclamação, uma Comissão Diretora Provisória, composta por Almir Almeida Guimarães (RJ), Salustiano Gomes Lins (PE), Cláudio Fichtner (RS) e Rosa Helena Longo (SP). Apesar da insistência de todos os presentes e especialmente de Cláudio Fichtner, Paulo Pinto Pupo recusou-se a fazer parte dessa primeira comissão. Cláudio Fichtner propôs, então, que Pupo fosse cognominado “Pai da Eletrencefalografia do Brasil” o que foi aprovado por unanimidade. Foi decidido que a Sociedade se reuniria a cada dois anos para a realização de congressos, o que vem sucedendo até estes dias.

A fundação da Sociedade Brasileira de Electroencefalografia e Neurofisiologia Clínica deu-se no ano seguinte, em Curitiba (PR), durante o II Congresso da Academia Brasileira de Neurologia e foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo em 22 de julho de 1966. O I Congresso da SBENC teve lugar na cidade de Recife (PE), em julho de 1968.

A eletrencefalografia brasileira, no entanto, permanecia à margem do mundo científico internacional pois, apesar de estar representada por uma Sociedade própria, esta não era ainda reconhecida pela Federação Internacional. Foi somente em 1975, após vários anos de intenso trabalho de negociação, que a Sociedade foi aceita e incorporada à International Federation of Clinical Neurophysiology, passando a ter um lugar em seu conselho.

Em 1975, sob os auspícios da Sociedade Brasileira de Eletroencefalografia, foi realizado em São Paulo o primeiro curso de atualização em EEG, coordenado por Adail de Freitas Julião, Rosa Helena Longo e Álvaro Pacheco e Silva.

O reconhecimento internacional veio com o “XII International Congress of Clinical Neurophysiology” realizado no Rio de Janeiro em 1990, o primeiro na américa latina presidido por Dr. Gilson Edmar Gonçalves e Silva com mais de 900 delegados estrangeiros e 160 conferencistas internacionais. Este congresso foi realizado conjuntamente com o Congresso Brasileiro de Neurofisiologia Clinica sob responsabilidade do Dr. João Maciel Nobrega também tesoureiro do congresso internacional.

Desde 1997 existe na UNIFESP – Escola Paulista de Medicina, a livre-docência em Neurofisiologia Clínica, tendo sido aprovado nesse ano o primeiro livre-docente, o Prof. Dr. João Antônio Maciel Nóbrega, membro Titular da SBNC.

Em 1998, a Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica adquiriu uma sede própria, inaugurada em 29 de agosto deste mesmo ano, na época situada à Rua Teodoro Sampaio, 2780 – conj. 504 – Pinheiros.

Nos próximos anos a sede foi desapropriada para a construção de uma praça, e com a indenização paga pela desapropriação foi comprada a nova sede, no atual endereço:

Rua Botucatu, 572 cj91 – Vila Clementino – São Paulo – SP
CEP: 04.023-061 – São Paulo – SP
Fone/Fax: +55 (11) 3815-0892
sbnc@uol.com.br – www.sbnc.org.br

Na mais recente contagem a SBNC conta com 933 associados, dos quais 23 são Eméritos, 361 são Titulares e 304 são Efetivos.

Objetivos

A Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica (SBNC) é uma sociedade médica sem fins lucrativos, com sede em são Paulo, que visa:

Congregar médicos especialistas, técnicos e outros profissionais com interesse nessa área no Brasil e defender os direitos ético-profissionais dos seus associados.

Incentivar e promover a pesquisa e o ensino da Neurofisiologia Clínica, cujas principais áreas de habilitação são:

  • Eletrencefalografia – EEG
  • Eletroneuromiografia – ENMG
  • Polissonografia – PSG
  • Potenciais evocados – PE
  • Monitoração Neurofisiológica – MN

A SBNC  realiza o Congresso Brasileiro de Neurofisiologia Clínica a cada dois anos, além de cursos, jornadas, simpósios e reuniões referentes à especialidade .

A SBNC tem, atualmente, as seguintes atuações:

– Defesa Profissional: participação de reuniões na AMB e CFM para assuntos como defesa da manutenção do status da Neurofisiologia Clínica no quadro de especialidades/áreas de atuação, defesa de reajuste de procedimentos conforme a tabela CBHPM vigente, inclusão/modificação dos procedimentos da tabela, elaboração de diretrizes, entre outros;

– Orientação na formação: participação em reuniões da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) para adequação do conteúdo programático das residências em Neurofisiologia Clínica do país; organização de cursos de extensão em Neurofisiologia Clínica.

– Titulação: a SBNC é a responsável, pela AMB, pela avaliação dos candidatos a Certificado de Área de Atuação em Neurofisiologia Clínica. Há uma tendência de adequação da prova nos próximos anos, de forma a seguir o padrão da prova da SBOT (aceita como o melhor processo de avaliação para títulos do país).

– Congregação dos Neurofisiologistas Clínicos e Atualização Profissional: através da organização do Congresso Brasileiro de Neurofisiologia Clínica a cada dois anos (o próximo congresso, no Rio de Janeiro, está se preocupando em trazer grandes nomes e organizar a estrutura do congresso de forma mais prática), através da interação com a organização do Congresso Mundial (da IFCN) a cada quatro anos e através do apoio a diversos eventos no Brasil.

– Valorização do Especialista – através da campanha recém-lançada, com o apoio da AMB, e do Selo de Autenticidade da SBNC (exclusivo para titulares com título de especialista/certificado de área de atuação, fabricado seguindo os mais modernos critérios de segurança contra fraude).

– Serviços aos sócios: esclarecimento de dúvidas, posicionamento formal através de respostas a consultas, fornecimento de declarações, disponibilização do Clinical Neurophysiology no site, informativos sobre eventos e notícias no site.

Porque se Filiar

A SBNC é a entidade que congrega os Neurofisiologistas Clínicos brasileiros, representando-os inclusive junto à Associação Médica Brasileira.

A SBNC é filiada à International Federation of Clinical Neurophysiology (IFCN), entidade que congrega os Neurofisiologistas Clínicos de todos os países membros.

A SBNC é membro do Capítulo Latino-Americano da IFCN, entidade que congrega os Neurofisiologistas Clínicos latino-americanos.

Os associados da SBNC têm acesso irrestrito ao Clinical Neurophysiology através do site, na Área do Associado.

Nossos associados recebem descontos nas inscrições em congressos, jornadas e cursos realizados pela SBNC.

Nossos associados podem receber o apoio da SBNC para organizar congressos, jornadas e cursos, mediante prévia apresentação do programa científico para análise pela diretoria.

Os sócios podem dispor de um foro de discussão voltado às atividades profissionais do neurofisiologista clínico. Podem votar e serem votados para cargos diretivos da SBNC, de acordo com a sua categoria de filiação (vide Estatuto). Com certeza podem contribuir para o engrandecimento da Neurofisiologia Clínica.  E podem ser reconhecidos por seus pares de todo o Brasil.

Receber periodicamente os comunicados da SBNC e usufruir da biblioteca localizada na sede da SBNC.